segunda-feira, 24 de junho de 2013

Seguirei o meu caminho







Morreram também Malom e Quiliom, e Noemi ficou sozinha, sem os dois filhos e o seu marido.
Quando Noemi soube em Moabe que o Senhor viera em auxílio do seu povo, dando-lhe alimento, decidiu voltar com suas duas noras para a sua terra.
Assim ela, com as duas noras, partiu do lugar onde tinha morado. Enquanto voltavam para a terra de Judá,
Noemi disse às duas noras: "Vão! Voltem para a casa de suas mães! Que o Senhor seja leal com vocês, como vocês foram leais com os falecidos e comigo.
O Senhor conceda que cada uma de vocês encontre segurança no lar doutro marido". Então deu-lhes beijos de despedida. Mas elas começaram a chorar bem alto
e lhe disseram: "Não! Voltaremos com você para junto de seu povo! "
Disse, porém, Noemi: "Voltem, minhas filhas! Por que viriam comigo? Poderia eu ainda ter filhos, que viessem a ser seus maridos?
Voltem, minhas filhas! Vão! Estou velha demais para ter outro marido. E mesmo que eu pensasse que ainda há esperança para mim — ainda que eu me casasse esta noite e depois desse à luz filhos,
iriam vocês esperar até que eles crescessem? Ficariam sem se casar à espera deles? De jeito nenhum minhas filhas! Para mim é mais amargo do que para vocês, pois a mão do Senhor voltou-se contra mim! "
Elas então começaram a choram bem alto de novo. Depois Orfa deu um beijo de despedida em sua sogra, mas Rute ficou com ela.
Então Noemi a aconselhou: "Veja, sua concunhada está voltando para o seu povo e para o seu deus. Volte com ela! "
Rute, porém, respondeu: "Não insistas comigo que te deixe e não mais a acompanhe. Aonde fores irei, onde ficares ficarei! O teu povo será o meu povo e o teu Deus será o meu Deus!
Onde morreres morrerei, e ali serei sepultada. Que o Senhor me castigue com todo o rigor, se outra coisa que não a morte me separar de ti! "
Quando Noemi viu que Rute estava de fato decidida a acompanhá-la, não insistiu mais. 
Rute 1:5-18



Seguirei o meu caminho. Esta foi a escolha da Orfa, nora de Noemi.
Quantas vezes percebemos que aqueles que estão ao nosso lado terão  maiores chances na vida distantes de nós, este foi o entendimento de Noemi ao olhar para circunstância que estava vivendo como uma viúva sem posses, sem filhos com idade avançada; não havia para ela futuro nem para quem estivesse ao seu lado. O egoismo não fazia morada na alma de Noemi , a tristeza sim mas a mesquinhes não; logo ela deseja que suas noras que eram jovens e tinham tudo para recomeçar suas vidas retornem para seus familiares e tenham novas oportunidades para amar e serem amadas. A escolha de Orfa foi de retornar à sua parentela e reconstruir sua vida abrindo mão do seu passado. Rute porém escolhe permanecer com sua sogra. Rute era viúva também ela conhecia a dor da perda, a dor da solidão e sabia o que significava a escolha de permanecer ao lado de Noemi.
Noemi nos ensina o desprendimento, a generosidade e responsabilidade. 
Orfa nos lembra que quando pedimos para aqueles que nos amam e que nós amamos escolher o caminho a seguir eles escolherão seguir o que para eles será o melhor mesmo que este melhor seja construir uma nova jornada sem a nossa presença.
Rute nos ensina que existe aqueles que estão dispostos a seguir conosco o percurso da vida até a morte se preciso for. No caso de Rute ela foi mais que uma nora para Noemi foi uma filha, uma amiga e uma restauradora de esperança.
Orfa e Rute escolheram oque era o melhor para suas vidas. Quem fez a melhor opção? A história biblica não relata o que ocorreu com Orfa mas nos diz como foi a vida de Rute após sua escolha, uma vida dura de muito trabalho e humildade mas também uma vida repleta de recompensa. Ela casou-se com Boaz , seu remidor, torna-se mãe e mesmo como uma estrangeira passa a fazer parte da genealogia do Senhor Jesus.
Noemi no fim de sua vida pode usufruir do fruto da sua bondade e liberalidade ao ter de volta sua propriedade e viver através da vida de Rute a alegria de ser avó.   
     

Um comentário:

  1. Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho.Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns, decerto que virei aqui mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir