terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Mais um Natal de Alegria !


"Não a nós, SENHOR, não a nós, mas ao teu nome dá glória, por amor da tua benignidade e da tua verdade." Sl. 115:1


Tenho certeza que para todos os que mais uma vez participaram da visita ao Hospital Maternidade de São João de Merití no último dia dezoito deste mês foi uma tarde de alegria e amor.
Quero agradecer ao Eterno Deus e Pai do Nosso Senhor Jesus a  honra de honrar-Lo ; agradecer ao Hospital que nos abriu mais uma vez as portas para realizarmos este trabalho; agradecer a  enfermeira Giania que sempre esta presente com sua bondade e paciência abrindo mão da sua folga no domingo para nos receber e nos ajudar registrando todos os momentos em fotos; agradecemos também a todos que acreditaram  e cooperaram com os recursos necessários para realização deste sonho.


Para todos amigos e irmãos e para todas as Pérolas declaramos:


"O SENHOR retribua o teu feito; e te seja concedido pleno galardão da parte do SENHOR Deus de Israel, sob cujas asas te vieste abrigar." Rute 2:12



 






 




 




quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

BOAS NOVAS DE GRANDE ALEGRIA



Uma pobre menina que vivia pela rua adoeceu na ocasião do Natal e foi internada num hospital. Ali aprendeu a história de Jesus, como Ele veio ao mundo para salvar-nos. "Cabinho de Vassoura" era o apelido que os companheiros de rua tinham
 dado à menina. Um dia ela falou baixinho com a enfermeira: "Gosto daqui; estou passando muito bem aqui ; com certeza terei de sair do hospital quando ficar boa. Mas vou levar comigo ao menos alguma coisa dos bons tempos passados aqui. A senhora soube que Jesus nasceu?"
"Sim, soube", respondeu a moça. "Fique quietinha agora, não deve falar".
"Sabia? Pensei pelo seu olhar que a senhora não soubesse de Jesus, e ia contar-lhe alguma coisa dEle".
"Pensava por causa do meu olhar...?", perguntou a enfermeira, esquecendo-se da ordem de silêncio.
"Oh, parece estar, como quase todo o mundo, descontente. Parece-me que nunca ouviu de Jesus. Não se deve ficar triste quando se sabe que Jesus já veio ao mundo para nos salvar."


Fonte: jesusvoltara.com.br


quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Elas são culpadas!



" Desperta, desperta, Débora, desperta, desperta, entoa um cântico; levanta-te..."  Juízes 5:12


Algo de extraordinário vem acontecendo no Brasil desde meados de 1995. Jovens de toda a nação têm experimentado um avivamento pessoal. É algo sobrenatural! São centenas (por que não arriscar milhares?) de testemunhos de moços que de repente começaram a experimentar uma transformação em sua vida. Muitos se converteram, sendo libertos de vícios e do tédio de viverem outrora entregues a si mesmos e ao diabo. Outros, já convertidos, alcançaram um despertamento para o compromisso de consagrarem sua vida para a obra missionária, para o ministério da Palavra, para a evangelização. Mas o que pode explicar tais acontecimentos maravilhosos? Elas são as “culpadas”: as “Déboras”. E quem são elas?
Déboras são mães intercessoras, biológicas, adotivas ou espirituais de qualquer denominação, comprometidas em orar intensamente ao Deus vivo pelos seus filhos, por 15 minutos diariamente, que devem se inscrever através de uma ficha. Elas fazem parte de um movimento organizado que recebe o título de “Desperta Débora”.
Atualmente existem mais de 90.000 mães cadastradas, em todos os Estados do Brasil. O “Desperta Débora” é liderado por 1.228 coordenadoras locais e regionais, que são mulheres dispostas ao trabalho voluntário de intercessão. Ninguém ora por um filho como uma mãe, então imagine várias mães orando juntas!

Alvos de oração das Déboras:
As “Déboras” têm orado para que Deus opere um despertamento espiritual sem precedentes na história da juventude brasileira e para que seus filhos estejam rendidos aos pés da cruz. Elas têm orado também para que Deus levante uma geração comprometida e que haja um avivamento nas escolas e das universidades, locais onde os jovens passam a maior parte do dia e onde há grande influência de vícios, materialismo e mensagens anticristãs. O “Desperta Débora” já atingiu vários países do mundo.

Como surgiu este movimento?

O “Desperta Débora” nasceu no coração de Deus, que tocou o pastor Jeremias Pereira da Silva, por ocasião do GCOWE 95 (Consulta Global sobre Evangelização Mundial), realizado em maio de 1995 em Seul, Coreia do Sul. Um dos pontos altos daquele encontro foi a consagração dos primeiros 100.000 jovens coreanos de todas as denominações para a obra missionária, realizada no estádio olímpico de Seul. Isto despertou o sonho no coração do pastor Jeremias e do pastor Marcelo Gualberto de ter algo semelhante em nosso país. Houve na consagração dos jovens coreanos uma menção de gratidão para as mães que oraram para a realização desse sonho. Resolveu-se então desafiar as mães brasileiras a orarem intensamente, pois um despertamento missionário sempre é fruto de muita oração. De volta para o Brasil, convidaram Ana Maria de Souza Pereira da Silva, esposa do pastor Jeremias, e juntos assumiram o projeto. No dia 09 de fevereiro de 2000, depois de lutar bravamente por quase dois anos contra um câncer, o Senhor levou Ana Maria para si.
O nome “Desperta Débora” veio da leitura do capítulo cinco do livro de Juízes. O versículo sete afirma que as aldeias estavam desertas “até que eu, Débora, me levantei por mãe em Israel”. E em Juízes 5.12 ela faz como que uma autoministração quando diz com força e autodesafio: “Desperta, desperta, Débora, desperta, desperta, entoa um cântico”.
Hoje o “Desperta Débora” é liderado por uma coordenadora nacional, Maria Luiza Targino, e por cinco coordenadoras regionais: Simone Laurent, Adriana Guimarães, Maria José Soares e Dora Bomilcar. O escritório nacional está situado em João Pessoa, Paraíba, e o escritório regional Sul e São Paulo fica no bairro da Saúde, na capital paulista. Este já conta também com o apoio de psicólogas cristãs especializadas para atender famílias, mães e jovens.
Una-se às “Déboras” neste movimento de oração e faça diferença na vida de sua família. O “Desperta Débora” quer ser bênção na vida de seus vizinhos. Você poderá fazer pequenos grupos em sua rua, cidade, igreja. Qual a mulher que vai se recusar a orar por seu filho?
Mude a sua igreja através da oração. Mude seus jovens, mude seus filhos. Ana Maria de Souza Pereira da Silva, nossa fundadora, sempre dizia: “Não criamos filhos para povoar o inferno, mas para que se rendam aos pés da cruz”.


Fonte: Revista Lar Cristão  http://www.revistalarcristao.com.br/




quarta-feira, 2 de novembro de 2011

A importância da comunicação




Você já teve um blog? Um espaço virtual (como esse aqui) onde podemos expor aquilo que pensamos e sentimos para todo o mundo.
É uma experiência muito interessante. Principalmente porque podemos atingir pessoas que nem conhecemos. Pessoas que vivem em lugares distantes, em culturas diferentes, mas que passam pelos mesmos desafios e precisam da mesma mensagem.
Além disso, e ainda melhor, é a possibilidade de dialogar com essas pessoas. Ouvir suas opiniões, críticas e sugestões.
Assim como um blogueiro quer ouvir o que os seus seguidores tem a dizer, assim o quer o Senhor.


O sacrifício dos ímpios é abominável ao SENHOR, mas a oração dos retos é o seu contentamento. 
Provérbios 15:8


E invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás. 
Salmos 50:15


Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando.
Já vos não chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer. 
João 15:14-15

Ele nos convida a compartilhar com Ele tudo aquilo que pensamos e sentimos. Depositar Nele as nossas dúvidas, incertezas, alegrias e frustrações. Ter intimidade e comunhão a ponto de sermos considerados seus amigos.
Nosso Pai deseja que mostremos como dependemos Dele. Que nos submetamos a Sua boa, perfeita e agradável vontade por entendermos que é o melhor pra nós. Ele deseja que conheçamos a Sua Palavra para sabermos o caminho em que devemos andar e, dessa forma, não nos desviemos dele. Enfim, nosso Pai deseja que tomemos consciência de quão importante é a comunicação com Ele.

 Ana Carolina







quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Feridas para sempre



Durante esta semana assistir um filme que abordava a questão das mutilações dos genitais femininos, confesso que fiquei impactada com o sofrimento que crianças e adolecentes são submetidas. Procurando mais informação sobre o assunto encontrei o artigo abaixo da revista "MUNDO e MISSÃO".
Creio que a leitura deste pequeno artigo pode provocar uma reflexão sobre quantas mulheres em culturas diferentes são marcadas pelos restos de suas vidas sem ao menos terem a liberdade de escolha.
Quantas vezes levantamos questões egoístas, nos colocando em "papel" de vítímas , esquecendo que temos a liberdade de escolhermos o nosso futuro e a responsabilidade sobre as consequencias que as envolvem, sem nos darmos conta que  em nosso planeta existem sofrimentos reais de mulheres que não puderam escolher algo que para nós é tâo superestimado o prazer de ter prazer.



elo menos 130 milhões de mulheres (a maioria vive na África) são dilaceradas pela amputação dos próprios órgãos sexuais. A cada dia, seis mil meninas seriam obrigadas a se submeter a essa violência ritual. É uma prática atroz, perpetrada em nome das tradições culturais. Um tema intrigante que começa a suscitar a indignação e a reação do mundo.
O debate a respeito das mutilações femininas
Fatma estava com cinco anos, quando foi transformada, à força, em mulher. Naquele dia, despertada pela mãe nas primeiras luzes do dia, foi conduzida à cabana de uma anciã, numa aldeia ao norte da Somália. Deitada na nua terra, Fatma teve mãos e pés amarrados com tiras de pano, ficando imobilizada. A mãe apertou-lhe fortemente as mãozinhas e lhe disse para ficar calma, tranqüila, e não se preocupar. “Eu estava confusa, não sabia o que estava acontecendo – conta Fatma – mas depois vi a lâmina da navalha e explodi em choro”.
As lembranças passam a ser pesadelos: “Senti uma dor lancinante que me arrancou um fortíssimo grito. Vi entre as minhas pernas um rio de sangue e desmaiei. Quando me recuperei, não tinha mais força para levantar... me senti diferente... era uma outra pessoa”. Hoje, Fatma, com quarenta anos, trabalha para uma associação humanitária e está em primeira linha no combate para os direitos da mulher, junto com outras centenas de ativistas africanas e árabes (feministas, políticas, médicas, advogadas, ex-curandeiras tradicionais).
No verão passado, foi até a cidade do Cairo, capital do Egito, para participar de uma importante conferência internacional com nome emblemático: “Instrumentos legais para prevenir as mutilações femininas”. Foi um evento histórico (embora logo esquecido) que obrigou o mundo da mídia a se ocupar de uma antiga e terrível forma de violência que atinge as mulheres, especialmente as da África.
Conseqüências devastadoras
No mundo, existiriam 130 milhões de mulheres (100 milhões seriam africanas) que foram literalmente dilaceradas pela amputação dos seus órgãos sexuais e, conforme estimativas comprovadas, mais de 6 mil meninas, a cada dia, são submetidas a esse tipo de violência. Cortam-lhes o clitóris, com facas, lâminas de navalha, fragmentos de vidros, sem a mínima assepsia nem anestesia.
De outras, são arrancados os genitais inteiros. Outras são submetidas à infibulação, chamada também de circuncisão faraônica, que é uma intervenção devastadora na psicologia da mulher, perigosa para a saúde e pode ser repetida outras vezes na vida. Essas práticas rituais são difundidas especialmente em 28 países do continente africano, mas também no Extremo Oriente e, ultimamente, na Europa e nas Américas, como conseqüência do fluxo migratório.
Comportam muitos riscos para a saúde e sobrevivência das jovens e das mulheres submetidas, seja porque realizadas por pessoas incompetentes, seja pela total ausência de normas higiênicas. São comuns, portanto, as hemorragias, infecções e, futuramente, as relações sexuais extremamente doloridas e os graves problemas no momento do parto, além da morte que ceifa muitas, após o ritual. Além dessas conseqüências físicas, existe o dano psicológico das mulheres que ficam excluídas de uma normal e equilibrada vida sexual.
Cultura ou barbárie?
A mutilação dos genitais femininos são antigas tradições rituais, costumes que procedem das noites do tempo. Estão difundidas na faixa saeliana e oriental da África entre populações cristãs, animistas e muçulmanas, embora não tenham origem nem na Bíblia nem no Alcorão. Em algumas etnias do norte do Quênia e do Mali, essas mutilações fazem parte dos ritos de iniciação das meninas à idade adulta.
Para outras comunidades rurais, as mutilações genitais seriam a garantia da virgindade da mulher, da sua fidelidade e da sua fertilidade, e se traduzem como um eficaz método de controle sobre a sexualidade feminina por parte do homem (pai ou marido). A excisão do clitóris em algumas tribos da Somália e do Sudão, serviria para aumentar o desejo sexual e protegeria a mulher de tentações, a fim de preservar a sua castidade até o matrimônio.
Na Etiópia, é difundida a crença que os genitais não excisos cresceriam até o tamanho dos genitais masculinos. Noutra regiões, o clitóris é tido como um órgão agressivo e perigoso, quase mágico. No Egito, os genitais femininos externos são considerados “impuros” e a menina que não for circuncisa é chamada de nigsa, isto é, suja. Na Somália, uma mulher não infibulada é considerada uma mulher de costumes fáceis e, portanto, será expulsa da aldeia ou do bairro onde mora.
Proibir não é suficiente
Da citada Conferência do Cairo sobre as mutilações femininas, participaram várias líderes e políticos africanos, como a mulher do presidente do Egito, Suzana Mubarak, Miriam Lamizana, ministra de Burkina Faso, Gifti Abassiya, ministra das mulheres da Etiópia, e Bassine Niang, ministra do Senegal para os direitos humanos, a primeira advogada do tribunal em Dakar.
Todas, embora com enfoques diferentes, insistiram sobre a importância da educação e da sensibilização como instrumentos fundamentais para vencer a batalha contra as mutilações das mulheres. As leis proibicionistas por si, porém, não bastam. Em muitos países africanos, já existem leis penais e civis que punem os que praticam as mutilações, mas não são aplicadas ou são inúteis, visto que essas acontecem na clandestinidade.
No Egito, por exemplo, uma lei de 1977 proíbe essas práticas sem meios-termos, todavia, elas continuam e os responsáveis não são punidos. Longe das grandes cidades, as leis nem sempre conseguem inibir a opinião dos líderes das comunidades, dos dignitários religiosos e a tradição secular das famílias.
A opinião mundial pode ajudar
A batalha contra essas mutilações ainda é difícil porque, além delas serem defendidas como tradições culturais e tribais arraigadas há séculos, defronta-se, também, com o silêncio, o medo e a reticência das mulheres africanas. A solução, portanto, está condicionada a uma tomada de consciência das mulheres-vítimas. Muitas delas preferem perder a sexualidade antes de perder a autonomia e o poder, privilégios concedidos somente àquelas que obedecem à cultura e à tradição da sociedade patriarcal que domina o ambiente em que estão inseridas.
As moças africanas, que fogem dessas práticas, desonrariam a família e são colocadas num nível social mais baixo na sociedade étnica e têm escassas possibilidades de se casar. Hoje, há quem ouse se rebelar e lutar para mudar a situação. São mulheres africanas e de outros países que aderem à campanha internacional “Stop-FGM. Stop às mutilações genitais femininas”, lançada pela Associação italiana de mulheres para o desenvolvimento (Aidos), em colaboração com a Associação das mulheres da Tanzânia (Tamwa) e, ainda, com a “Organização não há paz sem justiça”.
Essas campanhas de âmbito mundial são apoiadas pela Comissão Européia que quer envolver homens, mulheres e as estruturas sanitárias do todos os países contra essas barbáries. Todas essas associações pretendem discutir a temática da mutilação, porque, como proclama o manifesto da Conferência do Cairo: “O silêncio é o melhor amigo das mutilações genitais femininas”.
Fonte: Revista África
Um site para participar da
campanha “STOP-FGM”
Para maior entendimento dessas práticas e como podem ser combatidas, para conhecer quais leis nacionais e internacionais podem ser invocadas contra essas violações, a campanha internacional “STOP-FGM” criou uma página na internet, realizada com a contribuição de várias entidades não-governamentais da África e de outros países. A internet é um válido instrumento para conhecer essas práticas desumanas, pois apresenta testemunhos pessoais das vítimas e projetos realizados para contrastar a prática.

Para acessar: www.stopfmg.org

por Laura Costantini







"Porque o SENHOR te chamou como a mulher desamparada e triste de espírito; como a mulher da mocidade, que fora desprezada, diz o teu Deus."  Isaías 54:6


sábado, 15 de outubro de 2011

O que é educar ?

Pare e pense

 


ERA UMA VEZ UM MENININHO

Era uma vez um menininho bastante pequeno que contrastava com a escola bastante grande. Uma manhã, a professora disse: - Hoje nós iremos fazer um desenho.
“Que bom!”. pensou o menininho. Ele gostava de desenhar leões, tigres, galinhas, vacas, trens e barcos.
Pegou a sua caixa de lápis-de-cor e começou a desenhar. A professora então disse:- Esperem, ainda não é hora de começar!
Ela esperou até que todos estivessem prontos.
- Agora, disse a professora, nós iremos desenhar flores.
E o menininho começou a desenhar bonitas flores com seus lápis rosa, laranja e azul.

A professora disse:
- Esperem ! Vou mostrar como fazer.
E a flor era vermelha com caule verde. 
- Assim, disse a professora, agora vocês podem começar.
O menininho olhou para a flor da professora, então olhou para a sua flor. Gostou mais da sua flor, mas não podia dizer isso. Virou o papel e desenhou uma flor igual a da professora. Era vermelha com caule verde.
Num outro dia, quando o menininho estava em aula ao ar livre, a professora disse:- Hoje nós iremos fazer alguma coisa com o barro. 
“Que bom !” Pensou o menininho. Ele gostava de trabalhar com barro. Podia fazer com ele todos os tipos de coisas: elefantes, camundongos, carros e caminhões.

Começou a juntar e amassar a sua bola de barro. Então, a professora disse:
- Esperem ! Não é hora de começar !
Ela esperou até que todos estivessem prontos. 
- Agora, disse a professora, nós iremos fazer um prato.
“Que bom !” — pensou o menininho. Ele gostava de fazer pratos de todas as formas e tamanhos. A professora disse: 
- Esperem ! Vou mostrar como se faz. Assim, agora vocês podem começar.
E o prato era um prato fundo. O menininho olhou para o prato da professora, olhou para o próprio prato e gostou mais do seu, mas ele não podia dizer isso. Amassou seu barro numa grande bola novamente e fez um prato fundo, igual ao da  professora.

E muito cedo o menininho aprendeu a esperar e a olhar e a fazer as coisas exatamente como a professora. E muito cedo ele não fazia mais coisas por si próprio.

Então aconteceu que o menininho teve que  mudar de escola. Essa escola era ainda maior que a primeira. Um dia a professora disse: 
- Hoje nós vamos fazer um desenho.
“Que bom !”. pensou o menininho e esperou que a professora dissesse o que fazer, mas, ela não disse. Apenas andava pela sala. Então veio até o menininho e disse:
- Você não quer desenhar ?
- Sim, e o que é que nós vamos fazer ?
- Eu não sei, até que você o faça.
- Como eu posso fazê-lo ?
- Da maneira que você gostar.
- E de que cor ?
- Se todo mundo fizer o mesmo desenho e usar as mesmas cores, como eu posso saber o desenho de cada um ?
- Eu não sei . . .

E então o menininho começou a desenhar uma flor vermelha com o caule verde.

Helen Buckley 
Extraído do livro: Textos Selecionados, elaborado pelo Instituto de Desenvolvimento do Potencial Humano - IDPH


"Os que forem sábios, pois, resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que a muitos ensinam a justiça, como as estrelas sempre e eternamente."
Daniel 12:3

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Misericórdia gera mudança




O VESTIDO AZUL

Num bairro pobre de uma cidade distante, morava uma garotinha muito bonita. Ela freqüentava a escola local. Sua mãe não tinha muito cuidado e a criança quase sempre se apresentava suja. Suas roupas eram muito velhas e maltratadas.

O professor ficou penalizado com a situação da menina: "Como é que uma menina tão bonita, pode vir para a escola tão mal arrumada?".

Separou algum dinheiro do seu salário e, embora com dificuldade, resolveu lhe comprar um vestido novo. Ela ficou linda no vestido azul.

Quando a mãe viu a filha naquele lindo vestido azul, sentiu que era lamentável que sua filha, vestindo aquele traje novo, fosse tão suja para a escola. Por isso, passou a lhe dar banho todos os dias, pentear seus cabelos, cortar suas unhas.

Quando acabou a semana, o pai falou: - Mulher, você não acha uma vergonha que nossa filha, sendo tão bonita e bem arrumada, more em um lugar como este, caindo aos pedaços? Que tal você ajeitar a casa? Nas horas vagas, eu vou dar uma pintura nas paredes, consertar a cerca e plantar um jardim.

Logo mais, a casa se destacava na pequena vila pela beleza das flores que enchiam o jardim, e o cuidado em todos os detalhes. Os vizinhos ficaram envergonhados por morar em barracos feios e resolveram também arrumar as suas casas, plantar flores, usar pintura e criatividade.

Em pouco tempo, o bairro todo estava transformado. Um homem, que acompanhava os esforços e as lutas daquela gente, pensou que eles bem mereciam um auxílio das autoridades. Foi ao prefeito expor suas idéias e saiu de lá com autorização para formar uma comissão para estudar os melhoramentos que seriam necessários ao bairro.

A rua de barro e lama foi substituída por calçada de pedra. Os esgotos a céu aberto foram canalizados e o bairro ganhou ares de cidadania.

Vendo aquele bairro tão bonito e tão bem cuidado, quem poderia imaginar que tudo começou com um vestido azul? 


"Sede, pois, misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso." Lc.6:36

Misericórdia (miserere + cordis) significa literalmente "ter compaixão do coração", ou seja, aproximar meus sentimentos dos sentimentos de alguém, sentir "em sintonia". 
Olhe em sua volta, com certeza hoje existe uma oportunidade para que você faça diferença na vida de alguém. 
O Mestre Jesus nos ensinou que podemos fazer a diferença neste mundo. Quando Ele morreu por nós e ressucitou dentre os mortos a história da humanidade nunca mais foi a mesma. O sacrifício  de Jesus na cruz  nos reconciliou em amor com o Pai Celeste, nos sintonizou com os céus.
  
O Mestre ensinou e investiu em doze discípulos, homens incultos, rudes, desprezados pela sociedade mas que com ousadia , fé e amor abalaram a estrutura do Império Romano. Eles apenas creram que podiam fazer a diferença em um mundo tão injusto através do Amor de Cristo Jesus.



"E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem está em amor está em Deus, e Deus nele."

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Primavera, é tempo de cantar !


" Porque eis que passou o inverno; a chuva cessou, e se foi;
Aparecem as flores na terra, o tempo de cantar chega, e a voz da rola ouve-se em nossa terra.
A figueira já deu os seus figos verdes, e as vides em flor exalam o seu aroma; levanta-te, meu amor, formosa minha, e vem." Cânticos 2:11-13



Gostaria de convidar a todos os nossos leitores e amigos à celebrar uma nova  Primevera.
O inverno acabou ! O passado não terá sobre nos o peso da desesperança e da depressão. As noites não serão tão longas,  porque "O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã." Sl.30:5 , o frio não será intenso e constante pois "Mas para vós, os que temeis o meu nome, nascerá o sol da justiça, e cura trará nas suas asas; e saireis e saltareis como bezerros da estrebaria."  Ml. 4:2.
Agora é tempo de contemplar as maravilhas que o Pai nos tem reservado podemos citar algumas tais como :
O dom da vida com seus desafios , surpresas, alegrias, sonhos e tentativas.
A família, com certeza um presente do Pai Nosso, lugar onde aprendemos a conviver, amar e superar as diferenças.
A Natureza que manifesta o poder e a grandeza do Criador, quantas vezes você já parou para olhar o belo mundo ao seu redor repleto de cores, formas e sons, odores e sabores diferentes mas que se complementam?
O Amor de Deus que deu se único Filho para nos garantir a vida eterna e a vida abundante em vida, "Nisto se manifesta o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos." I João 4:9.

Celebraremos com alegria não apenas mais uma Primavera, vamos sim crer que hoje começa uma nova estação en nossas vidas.
Estação replata de dias ensolarados, temperaturas amenas, cores vibrantes, motivos para cantar ou cantar apenas para louvar ao Eterno, sentidos aguçados para perceber o aromas das flores, ouvir o cânticos dos passáros e ver as cores que compõem este belo presente nos doado pelo amor Deus,  a VIDA. 



"Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?"
Mateus 6:26

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Heróis do Evangelho Pouco Conhecidos | Artigos | Chamada



Heróis do Evangelho Pouco Conhecidos Artigos Chamada: Lado a lado com homens famosos do livro de Atos, houve muitos outros heróis anônimos, homens e mulheres pouco conhecidos, que trabalharam nos bastidores e quase não foram notados.

domingo, 11 de setembro de 2011

Conciência ecológica na limpeza da casa



" Está atenta ao andamento da casa, e não come o pão da preguiça."  Provérbios 31:27



Ao reconsiderar os métodos de limpeza, é possível poupar dinheiro e reduzir o impacto no meio ambiente.

Como manter a casa limpa

Além de ser fundamental para uma vida saudável, é prazeroso morar numa casa limpa. Uma rotina regular de limpeza manterá a sujeira sob controle e reduzirá o mofo e as substâncias que produzem alergia. Limpar pouco mas com freqüência é a solução - se você limpar a poeira e a sujeira antes que grudem, não precisará de produtos químicos fortes.





Dica

A utilização de utensílios como escovas ou palhas de aço reduz a necessidade de usar substâncias químicas de ação rápida


 

Dez passos para uma limpeza melhor

  1. Impeça a entrada da sujeira. Ponha capachos de boa qualidade em todas as entradas da casa para absorver a sujeira. Os tapetes ficarão mais limpos e durarão mais.
  2. Adote a prática de entrar em casa sem sapatos para evitar a sujeira de fora. Providencie um local para os sapatos na entrada e uma cadeira para incentivar as pessoas.
  3. Arrume as pequenas desordens à medida que se formarem e não terá de enfrentar uma tarefa muito grande ao fim do dia.
  4. Em vez de usar o produto de limpeza mais forte, opte por alternativas menos prejudiciais ao meio ambiente. Na maior parte das vezes, funcionarão bem.
  5. Aja rápido em casos de respingos e manchas. Você não apenas perceberá que a limpeza é mais eficaz, como também precisará de menos substâncias químicas para dar conta do trabalho.
  6. Dê tempo para os produtos de limpeza agirem e verá que pode usar uma quantidade menor deles. Deixe que os limpadores de mofo e de forno atuem durante a noite, por exemplo.
  7. Use menos quando aplicar limpadores domésticos, quer sejam marcas comerciais ou opções mais naturais. Você descobrirá que, às vezes, é suficiente limpar com um pano úmido.
  8. Use a força do braço. Escovas, esponjas de aço e panos são a primeira linha de defesa contra a sujeira e reduzem a necessidade de substâncias químicas abrasivas.
  9. Use materiais reciclados para limpar as superfícies da cozinha e do banheiro. Camisetas e toalhas de algodão são perfeitas.
  10. Estabeleça uma rotina de limpeza para manter a casa funcionando de modo eficiente. Assim, mesmo que esteja muito ocupado, pelo menos saberá que deu conta do básico a cada semana.


.



Kit de limpeza



Dica
O uso de substâncias químicas na limpeza doméstica pode causar crises de asma e problemas respiratórios.
Surpreendentemente, você precisa de poucos utensílios para limpar a casa. Recicle objetos ou compre equipamento durável.
Recicle
  • Camisetas e toalhas de algodão: corte em retalhos para um suprimento de panos de limpeza.
  • Meias de algodão ou de lã sem par: use como panos de pó.
  • Escovas de dentes: use para limpar torneiras e áreas de difícil acesso.
  • Escovas e pincéis de barba: use para tirar o pó de artigos delicados.
  • Frascos de spray: mantenha à mão para soluções de limpeza caseiras.
Compre novo
  • Vassouras macias de cabo longo: as mais caras com cerdas de boa qualidade absorvem melhor a sujeira.
  • Vassouras e pás de lixo: guarde-as perto das áreas de grande atividade, prontas para limpezas rápidas.
  • Esfregão com esponja de cabo longo e balde: prefira esfregões com extremidades fortes substituíveis.
  • Para a cozinha: esponja de lavar, escova para limpar legumes e esponja de aço fina para polir.
  • Para o banheiro: escova de vaso sanitário e balde.
A tecnologia da microfibra
  • Comece com um pano ou luvas de uso geral. Existem vários tipos para aplicações diferentes, desde limpar vidros até lavar carros.
  • Saiba comprar - os panos de microfibra mais caros não são necessariamente os melhores, mas os mais baratos tendem a ser inferiores.
  • Não use amaciante de roupas ao lavar panos de microfibra. Eles amaciam as fibras, tornando-os inúteis. Também evite secá-los na secadora.
  • Limpe as janelas com o pano de microfibra assim que ele sair da máquina de lavar. Ele estará com a umidade ideal depois do ciclo da centrífuga.
  • Panos de microfibra úmidos removerão bactérias. Seque a superfície depois do uso como cuidado extra.
Panos de Microfibra
Embora feitos de fibras sintéticas (poliéster e poliamida), os panos de microfibra têm lugar no kit de utensílios ecológicos. Graças ao modo como as fibras são arrumadas, os panos de microfibra coletam a sujeira sem adição de produtos químicos de limpeza. Eles são mais absorventes que os têxteis naturais, recolhem a sujeira e a gordura sem arranhar, são fáceis de usar em quase todas as superfícies e podem ser lavados e reutilizados. Compre panos de boa qualidade e faça com que a energia usada em sua produção valha a pena.

Aspiradores de pó
O uso semanal do aspirador de pó recolherá a poeira antes que ela grude e manterá ácaros e traças sob controle.
  • Aspiradores de pó de potências mais altas não têm, necessariamente, um poder de sucção maior. Informe-se antes de comprar e certifique-se de que o aparelho que escolher é apropriado para as superfícies que deseja limpar.
  • Você quer um sistema que use sacos? Os sacos de papel descartáveis fazem menos sujeira que os sacos de pano ou outros recipientes, mas são menos econômicos.
  • Indague sobre o sistema de filtragem, especialmente se alguém em sua família tiver asma ou sofrer de alergia. Os melhores filtros, conhecidos como filtros HEPA (filtragem de ar de alta eficiência), capturam pequeninas partículas de poeira e alérgenos que, do contrário, seriam soprados de volta ao ambiente pelo sistema de exaustão do aspirador.
  • Prefira os modelos que possuem um dispositivo que avisa quando se deve trocar o saco ou o recipiente. Sacos cheios desperdiçam energia.
  • Opte por modelos com botão de força variável, que permite usar menos sucção em itens delicados.
  • Acessórios potentes utilizarão mais energia, mas aumentarão a eficácia da limpeza dos tapetes.
  • Se você limpar tapetes, opte por um aparelho que ofereça ajuste de altura. Isso impede o desgaste de seu tapete e do motor do aspirador.
    Seleções do Reader's Digest, do livro "Salve o Meio Ambiente".  "HowStuffWorks - Como manter a casa limpa".  Publicado em 13 de fevereiro de 2008  (atualizado em 11 de maio de 2009)
    http://casa.hsw.uol.com.br/como-manter-a-casa-limpa1.htm  





"Mas Cristo, como Filho, sobre a sua própria casa; a qual casa somos nós, se tão somente conservarmos firme a confiança e a glória da esperança até ao fim." Hebreus 3:6

domingo, 4 de setembro de 2011

O modelo que precisamos ter

Desde que entrei na universidade, deparo-me com a palavra modelagem. Ela está relacionada com tudo o que se estuda na área científica.

A modelagem pode ser definida como o ato de representar sistemas reais através de equações matemáticas Seu objetivo é encontrar um padrão que permita prever resultados, comportamentos.

De forma muito obstinada, os seres humanos tem se esforçado para modelar tudo quanto possível na natureza. Ambientes gráficos visualmente incríveis, tabelas de dados com infinitas informações, centenas de expressões matemáticas e gigas e gigas de memória se unem para tornar isso possível e nos levar ao caminho do desenvolvimento tecnológico.



Mas, infelizmente, essa busca por modelos tem se concentrado apenas na nossa vida secular. No cenário espiritual, cada vez mais pessoas buscam fugir do modelo de vida que Deus nos concede através da Bíblia: Jesus.

A vida de Jesus nos mostra como agir nas mais diversas situações. Ele nos ensina padrões de conduta e indica comportamentos que tornam a vida em sociedade mais prazerosa e agradável. Jesus é o modelo que nos conduz à comunhão com o Pai.


Jesus nos ensina a amar apesar das circunstâncias


Mas eu lhes digo: Amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem,
Mateus 5.44


Jesus nos ensina o que colocar em primeiro lugar

Portanto, não se preocupem, dizendo: ‘Que vamos comer? ’ ou ‘que vamos beber? ’ ou ‘que vamos vestir? ’
Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas.
Mateus 6.31,33

Jesus nos ensina a ter palavra

Seja o seu ‘sim’, ‘sim’, e o seu ‘não’, ‘não’; o que passar disso vem do Maligno"
Mateus 5.37

É importante ressaltar que, para um modelo poder ser aplicado em situações diversas, ele precisa ser uma simplificação da realidade. Assim acontece com o modelo passado por Jesus. Tomar atitudes cristãs não implica em perder personalidade ou ser igual a todos os outros cristãos. Uma mesma forma pode produzir inúmeros pães. Padrões serão comuns, mas as individualidades serão preservadas sempre. Paulo não era igual a Pedro que não era igual a Mateus, mas todos seguiam o modelo de Cristo.

“Tornem-se meus imitadores, como eu o sou de Cristo.”

1Coríntios 11.1

Não sei se a questão é a tendência humana de querer criar seus próprios modelos, ou a tentação de viver sem modelos, e sem regras (o que acaba sendo um novo modelo). O fato é que creio que a Palavra de Deus é o modelo perfeito que nos conduz pelo caminho correto. Ela foi inspirada por quem melhor pode conhecer os parâmetros (as características) para modelar a vida: o próprio Criador da Vida.

Negar esse modelo e tentar construir seu próprio pode ser tentador, mas certamente levará a falhas humanas difíceis de serem contornadas. Não queira ser seu próprio senhor. O Pai celeste estende a mão e te convida a seguir o melhor modelo existente: o genuíno modelo cristão.


                                                                                                                      Ana Carolina Deveza

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

A fé remove montanhas



"Ao que Jesus lhes disse: Tende fé em Deus; porque em verdade vos afirmo que, se alguém disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar, e não duvidar no seu coração, mas crer que se fará o que diz, assim será com ele. Por isso, vos digo que tudo quanto em oração pedirdes, crede que recebestes, e será assim convosco." Mc 11.22-24

Os membros de uma pequena igreja nas montanhas de Great Smoky (EUA) construíram um novo prédio em um terreno que haviam recebido por doação. Dez dias antes da inauguração, o inspetor de obras da localidade informou ao pastor que o estacionamento era insuficiente para o tamanho do prédio. Se a igreja não dobrasse o tamanho do estacionamento, não poderia usar o salão. Infelizmente, a igreja já havia ocupado cada polegada do escasso terreno, com exceção da colina que ficava atrás do prédio. Para criar mais vagas no estacionamento, seria necessário remover a colina. Na manhã do domingo seguinte o pastor anunciou corajosamente que à noite queria reunir-se com todos os membros da igreja que tivessem "fé para remover montanhas". Eles teriam uma noite de oração para pedir a Deus que removesse a colina e providenciasse o dinheiro suficiente para asfaltar o estacionamento antes da inauguração no domingo seguinte. No horário combinado reuniram-se para orar 24 dos 300 membros da igreja. Eles oraram durante cerca de três horas. Às 22 horas o pastor disse o último "Amém". "Conforme está planejado, inauguraremos o salão no próximo domingo", garantiu ele. "Deus nunca nos abandonou, e creio que também desta vez Ele será fiel".Na manhã seguinte, quando estava trabalhando em seu gabinete, alguém bateu com força na porta. Ao responder "entre!", apareceu um empreiteiro de aspecto rude, que tirou seu capacete. "Desculpe, pastor, sou da empreiteira de obras da localidade vizinha. Estamos construindo um enorme centro de compras e precisamos de terra. O senhor estaria disposto a nos vender uma parte da colina que fica atrás da igreja? Nós pagaremos a terra que tirarmos e asfaltaremos gratuitamente o espaço vazio, desde que possamos dispor da terra imediatamente. Não podemos continuar com a construção do shopping antes que a terra esteja depositada no local e suficientemente compactada".O novo salão foi inaugurado no domingo seguinte como tinha sido planejado, e no evento de abertura estavam presentes muito mais membros "com fé para remover montanhas" do que na semana anterior.Seja sincero: você teria participado daquela reunião de oração? Algumas pessoas dizem que a fé é produzida pelos milagres. Mas outras sabem: milagres resultam da fé! (Die Wegweisung 5/99).
 (Norbert Lieth - http://www.apaz.com.br)

sábado, 20 de agosto de 2011

Amamentação ato de vida




"Pelo Deus de teu pai, o qual te ajudará, e pelo Todo-Poderoso, o qual te abençoará com bênçãos dos altos céus, com bênçãos do abismo que está embaixo, com bênçãos dos seios e da madre." 
 Gen. 49:25



Estudo realizado pela Unicef conclui que mais de 6 milhões de crianças são salvas anualmente devido à amamentação realizada exclusivamente através do leite materno.


Desde a década de 90 que a taxa de amamentação por leite materno tem vindo a crescer em mais de 15 por cento, entre bebés até aos seis meses.

O leite materno é completo. Isso significa que até os 6 meses o bebê não precisa de nenhum outro alimento (chá, suco, água ou outro leite). Depois dos 6 meses, a amamentação deverá ser complementada com outros alimentos. Você pode continuar amamentando até 2 anos ou mais. O leite materno funciona como uma verdadeira vacina, protegendo a criança de muitas doenças. Além disso, é limpo, está sempre pronto e quentinho. Isso sem falar que a ama­mentação favorece um contato mais íntimo entre a mãe e o bebê.

A amamentação também traz muitos benefícios para a mãe:
- reduz o peso mais rapidamente após o parto;
- ajuda o útero a recuperar seu tamanho normal, diminuindo o risco de hemorragia e de anemia após o parto;
- reduz o risco de diabetes;
- reduz o risco de câncer de mama;
- se a amamentação for exclusiva, pode ser um método natural para evitar uma nova gravidez.


Como tornar a amamentação mais tranqüila e prazerosa:
Nos primeiros meses, o bebê ainda não tem um horário para mamar. Dê o peito ao seu filho sempre que ele pedir. Com o tempo, ele vai fazendo seu horário de mamadas.
Antes de começar a dar de mamar, lave as mãos.
- a melhor posição para amamentar é aquela em que você e o seu bebê se sentirem mais confortáveis. Não se apresse, deixe o bebê sentir o prazer e o conforto do contato com seu corpo;
- cada bebê tem seu próprio ritmo de mamar, o que deve ser respeitado. Dei­xe-o mamar até que fique satisfeito. Espere que ele esvazie bem a mama e então ofereça a outra, se ele quiser.
- o leite do fim da mamada tem mais gordura e por isso mata a fome do bebê e faz com que ele ganhe mais peso;

- na primeira mama, o bebê suga com mais força porque está com mais fome e assim esvazia melhor essa mama. Por isso, sempre comece com aquela que terminou a última mamada, para que o bebê tenha a oportuni­dade de esvaziar bem as duas mamas, o que é importante para a mãe ter bastante leite.

Dificuldades na amamentação

Rachaduras no bico do seio:
As rachaduras aparecem quando a criança não está pegando bem no peito da mãe. Se a pega do bebê não estiver correta, procure corrigi-la. Se o peito estiver muito cheio, tornando a mamada difícil, retire um pouco do leite antes, para ajudar o bebê a mamar. Se não houver melhora, procure ajuda num serviço de saúde.
Seios empedrados:
Quando isso acontece, é preciso esvaziar bem os seios. Não deixe de amamentar, ao contrário, amamente com freqüência, sem ho­rários fixos, inclusive à noite. Retire um pouco de leite antes de dar de mamar, para amolecer a mama e facilitar para o bebê pegar o peito. Se houver piora, procure ajuda num serviço de saúde.
Pouco leite:
Para manter sempre uma boa quantidade de leite, amamente com freqüên­cia, deixando o bebê esvaziar bem o peito na mamada. Não precisa oferecer outro alimento (água, chá, suco ou leite). Se o bebê dorme bem e está ganhando peso, o leite não está sendo pouco.
Leite fraco:
- não existe leite fraco! Todo leite materno é forte e bom. A cor do leite pode variar, mas ele nunca é fraco;
- nem todo choro do bebê é de fome. A criança chora quando quer aconche­go, quando tem cólicas ou sente algum desconforto;
- sabendo disso, não deixe que idéias falsas atrapalhem a amamentação.


Vantagens para o bebê:
Crianças que mamam têm menos risco de sofrer de doenças respiratórias, infecções urinárias ou diarréias, problemas que podem levar a internações e até à morte. O bebê amamentado corretamente, no futuro terá menos chance de desenvolver diabetes, hipertensão e doenças cardiovasculares.

Vantagens para a mãe:
A mulher que amamenta corre menos risco de contrair câncer de mama e de ovário. Amamentar também ajuda a mulher a voltar ao peso normal mais rápido.

Doação de leite materno:
O leite materno armazenado nos bancos de leite humano é utilizado para atender bebês prematuros ou doentes que não conseguem se alimentar diretamente no seio materno. O Brasil possui a maior rede de bancos de leite humano do mundo, são 186 no país todo!
Quem pode doar:
- Para ser doadora de leite materno a mulher deve estar plenamente saudável. Mães portadoras de doenças infecto-contagiosas, como AIDS, não podem nem mesmo amamentar seus próprios filhos com o risco de contaminá-los;
- A doadora não pode fumar, beber ou tomar medicamentos;
- Antes da possível coleta, a doadora deve mostrar seu cartão de pré-natal e passar por uma avaliação clínica;
- Em alguns municípios a coleta pode ser feita em casa; a mãe telefona para o serviço responsável e os profissionais vão até ela recolher o leite;
- Ao chegar ao banco, o leite passa por um rigoroso controle de qualidade, sendo pasteurizado para eliminar bactérias e vírus.

Para saber mais e tirar dúvidas, ligue para o Disque-Saúde: 0800 61 1997.





"Mas tu és o que me tiraste do ventre; fizeste-me confiar, estando aos seios de minha mãe." Salmos 22:9



sábado, 13 de agosto de 2011

Obrigado, Papai !



Meu pai me dá só coisa boa



- Menina, o que é que você tem dentro desse embrulho?
- Ah, é uma coisa muito boa, respondeu.
- Mas que coisa boa é essa?
- Não sei, disse a menina para espanto de todos.
O adulto curioso insistiu:
- Se você não sabe o que está dentro do embrulho, como afirma que é uma coisa boa?
A menina convicta do que estava fazendo, respondeu:
- É POR QUE FOI MEU PAI QUEM ME DEU, E MEU PAI SÓ ME DÁ COISA BOA!


"Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?" Mateus 6:26





 "Instruir-te-ei, e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; guiar-te-ei com os meus olhos." Salmos 32:8 






quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Incontáveis promessas

Esses dias fui desafiada a ler um texto importante para mim. Resolvi ler o meu texto bíblico favorito. Mas qual seria ele? Me senti tentada a escolher 1 Coríntios 13 por sua beleza poética e pela inspiração que sempre me traz. Mas me decidi por Hebreus 11 pela profundidade de seu conteúdo.

Gosto de resumos, pois me fazem entender melhor qualquer coisa que eu me proponha a estudar. Acredito que escrevê-los é uma forma de aprendizado muito importante. Da mesma forma, ler resumos é útil para lembrarmos dos textos originais e nos orientarmos perante sua leitura. Hebreus 11 resume perfeitamente a questão da fé. Começa definindo o objeto de análise e depois exemplifica através da vida de grandes homems, os chamados Heróis da Fé.

"Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos."
"Pela fé Abel ofereceu a Deus um sacrifício superior ao de Caim. Pela fé ele foi reconhecido como justo, quando Deus aprovou as suas ofertas. Embora esteja morto, por meio da fé ainda fala."
"Pela fé Noé, quando avisado a respeito de coisas que ainda não se viam, movido por santo temor, construiu uma arca para salvar sua família. Por meio da fé ele condenou o mundo e tornou-se herdeiro da justiça que é segundo a fé."
Hebreus 11.1,4,7

Me emociono em particular com o exemplo que fala de Abraão porque a natureza está sempre me lembrando desse texto em particular.

Nessas férias tive a oportunidade de conhecer o Ceará e seu belíssimo artesanato com areias coloridas. Olhando para aquela obra de arte, me peguei imaginando quantos grãos de areia havia naquele recipiente. Conclui que não fazia a mínima idéia!



Como costuma acontecer quando consigo ver uma noite estrelada (fato muito raro para quem mora em uma cidade grande), comecei a imaginar a reação de Abraão ao receber a promessa de Deus.

"esteja certo de que o abençoarei e farei seus descendentes tão numerosos como as estrelas do céu e como a areia das praias do mar."
Gênesis 22.17a

Imaginei aquele homem, já avançado em idade, ouvindo a promeça de Deus e vendo aquele céu, que nem de longe se parecia com o mais estrelado que eu já tenha visto. Imaginei-o vivendo num deserto onde a quantidade de areia não se comparava aos pequenos chaveiros que eu comprei de lembrança. Imaginei-o pensando como eu pensaria: "Sem condição! É impossível".

Daí, lembrei-me de quem é o Deus de Abraão, o meu Deus e, possívelmente o seu também. Jeová é aquele que dá livramento (como deu a Isaque e a Noé), é aquele que reconhece e recompensa (como fez com Abel), é aquele que dá o que tem de mais precioso em favor de indignos pecadores (como fez com todos nós). Jeová é o Deus que, acima de tudo, cumpre suas promessas.

Ainda que em sua vida tudo pareça impossível e sem condição de mudar, a Palavra de Deus mostra que, para o Senhor, nada é impossível. As Suas promessas não falham e a Sua fidelidade dura para sempre.

"Retenhamos firmes a confissão da nossa esperança; porque fiel é o que prometeu."
Hebreus 10.23